sábado, 30 de janeiro de 2010

A BELEZA DO INVERNO NEVADO COM SOL

Esta semana tirei uma tarde para aproveitar um dia de céu azul ensolarado e dar um passeio, tirar fotos dessa paisagem que fica linda num tempo assim. Ainda mais que um dia antes havia tido geada com temperatura baixa que deixa os galhos das árvores todos branquinhos de gelo. E esse branquinho de gelo formado pela geada se desmancha rápido, em um ou dois dias por causa do vento, mesmo com temperatura baixa. As fotos foram tiradas entre 12:30 e 13:30hs - observem, em algumas fotos, a altura do sol nesse horário. Todas as fotos que tirei neste dia estão aqui. A seguir estão somente algumas:






















26 comentários:

  1. Olá Irene,
    Eu li a sua postagem da matéria do jornal sobre o Brasil. Li também a versão traduzida do google (sofrível) do artigo, mas como você disse, dá pra ter uma noção geral. Eu sempre fico muito orgulhoso quando reconhecem, de uma forma ou outra, o papel do Brasil no mundo. Aqui existe uma espécie de vício de falar mal do país, as pessoas não têm nenhuma noção do que é o Brasil, possuem uma baixa alto-estima em relação ao país e valorizam mais o que vem de fora, às vezes estrangeiros possuem essa noção mais aguçada que a maioria dos brasileiros.

    Mas não é muito difícil entender porque o patriotismo brasileiro se limita ao futebol. No jornal se vê todos os dias os problemas típicos: corrupção, violência, tráfico nas favelas, estupros etc. Tudo isso somado ao fato de que raramente ouvimos/vemos alguém falar bem do Brasil criou uma idéia de que o Brasil é o único país do mundo com esses problemas e que todos os países da Europa são perfeitos. E eu e você sabemos que não. Aqui existe uma cultura de maximizar os problemas e reduzir os pontos positivos do país. Quando se lê blogs ou entrevistas de brasileiros morando no exterior aí essa noção de "perfeição" dos outros países aumenta, porque 90% só falam bem do novo país e ainda por cima comparam com o Brasil.

    Já convivi com muitos estrangeiros que moram/moraram aqui no Brasil, e a maior parte dele segue a linha do deboche, qualquer notícia ruim abanavam a cabeça e falavam: "ah, isso é muito sem futuro, no meu país é assim, assim e assado... acho que o Brasil deveria fazer igual", ou pior: "esse país não é sério...". Isso me irrita muito, e eu sempre começo o meu discurso em defesa da nação ;) falo todos os pontos positivos, vantagens, bons exemplos e coisas do tipo, eu sou o tipo de brasileiro que conversa sobre os problemas, mas tenta focar sempre nos positivos. Eu adimito que é cansativo ficar o tempo todo tentando defender o Brasil, mas eu não consigo ver um estrangeiro que quando perguntado sobre o que ele acha do Brasil, diz: "Ah, eu gosto 'do' praia, 'a' sol, as pessoas, são todas muito 'simpático'", o Brasil não é só praia, certo?. Quando o Rio ganhou as olímpiadas eu fiquei super feliz, porque seria uma forma do mundo descobrir o Brasil, e eu li que vários países, entre eles a Austrália vieram ao Rio fazer um "especial" da cidade e praticamente só mostraram os problemas, as partes mais degradadas... daí eu fico pensando... acho que existe uma certa má vontade com o Brasil, ninguém falou dos projetos para as olimpíadas, do plano de segurança ou da vontade do Brasil de hospedar esse evento. É triste, mas é verdade. Eu ia te perguntar como os finlandeses vêem o Brasil, mas não quero ler a resposta, então mudo a pergunta: Quais são as maiores vantagens e desvantagens (exceto o frio) de se morar na Finlândia? Qual é o maior problema da Finlândia?

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo! Algumas vezes com a rotina do dia-a-dia não paramos para "olhar" toda essa beleza lá fora!

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Sandr e Chris...a paisagem fez a maior parte do trabalho :)

    ResponderExcluir
  4. É verdade Filipe.
    Não sou de falar mal do Brasil. Sempre procuro ter cuidado com o que digo e faço com o objetivo de produzir bons efeitos. E isso não significa encobrir a realidade. Quando falo sobre o Brasil aqui sou realista e sempre quando a questão é "negativa" procuro mostrar as causas...no meu entendimento é claro. Falo da realidade de meu país, boa ou ruim. E penso ser necessário falarmos sim para que possamos sempre buscar o melhor para o Brasil. Sempre procuro ter esse cuidado. Então, falo de minhas experiências aqui que tem sido em geral muito boas, como forma de mostrar que o Brasil pode ser melhor sim. E que isto não depende do governo, depende de cada um de nós.
    A minha experiência no Brasil acabou ficando bem diferente de sua visão positiva, a qual acho bacana. Mas, não consegui. Sofri muito no Brasil...mulher, sensível, que valoriza mais o ser do que ter, separada, três filhos pequenos, sozinha com tantas dificuldades e problemas diários, trabalhadora sem hora de sair e sem hora extra (sempre) eos filhos precisando de mim, o eterno medo de ficar desempregada naquele contexto, somando-se a justiça brasileira morosa (com juizes ganhando altíssimos salários sem importarem-se com as dificuldades do sistema), justiça essa que por isso acabou sendo injusta comigo (até hoje, há mais de 15 anos há processo na justiça sobre pensão que nunca foi resolvido, com meus filhos hoje já todos adultos), a ganância de alguns empresários com quem trabalhei explorando e se aproveitando de minha necessidade de ter um emprego, a necessidade de poder de outros que acabam por esquecer que existem pessoas ao lado, a violência generalizada diária, o medo diário de ir e vir, o sobressalto diário e constante, o "jeitinho brasileiro" individualista e egocêntrico da maioria das pessoas à minha volta...desculpe! Mas minha lista de sofrimento na minha vida no Brasil se tornou tão extensa que acabou por roubar-me todo o brilho do olhar sobre minha vida no meu país. E foi por isso que não exitei nem um instante em buscar outras alternativas. Por isso aqui estou.
    Mais uma vez, desculpe, porque sei do seu esforço em manter essa visão positiva e o admiro por isso. Não desista!
    Mas lhe peço que não me julgue porque desisti. Aqui sinto minha vida feliz como nunca senti. Porque a vida é feita muito mais do dia-a-dia. E minha vida diária aqui é tranquila, organizada, sou respeitada como pessoa, como cidadã, tenho meus direitos totalmente respeitados e mais do que isso, sou tratada como gente e não como coisa necessária ao sistema ou descartável. Adoro viver neste lugar. Tem defeitos, claro. Nada na vida é perfeito. 99,9% do que vivo aqui tem sido muito bom, até agora. Estou cansada. Reviver minha vida no Brasil ainda me causa sofrimento. Outro dia, postarei sobre coisas difíceis ou que não me senti bem aqui, embora sejam muito poucas. Claro que tem.
    Gostei muito do que você disse, mesmo não sendo minha experiência. Talvez eu quisesse ser assim...talvez ainda estivesse no Brasil e feliz...quem sabe!

    ResponderExcluir
  5. ☺iiiiiii

    ateh hj estou mto abalada com q aconteceu em BH-BR
    com a banda Nithwish..carregar stigma de morar no pais + selvagem do mundo(Tuomas Holopainen)alem de ser + branca q neve,eh dose...so vc msm p dar essa maravilhosa sensacon de conviver sua experiencia...dfundo do meu<3 desejo q vc esteja renascida aih....kissuss

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Já tentei varias vezes copnversar com vc mas nao consegui, entao serei rapida!
    amei as fotos e estou feliz com o seu blog, eh sempre a primeira pag q entro ao entrar na net e estou feliz de estar morando no pais mais 'selvagem' do mundo ( tomas falou holopainen)
    me mande um email para conversarmos mais: sjhlanden@hotmail.com

    ResponderExcluir
  7. Ah Irene, eu não falei aquilo dos blogs que só falam bem do novo país me referindo ao seu. Até porque se a maioria das suas experiências aí são boas e se você está feliz, não poderia falar mal, né? Eu entendo o seu ponto de vista e as razões que fizeram você mudar de país, eu não te julgo, até porque eu também quero me mudar! :D
    Não para sempre, mas eu quero morar em vários lugares do mundo, Europa, Ásia, Austrália, Canadá. Sempre tive interesse em "relações internacionais", mas como não tive como fazer faculdade disso, busquei outras opções, como por exemplo, ser voluntário por dois anos em uma empresa de intercâmbio (AFS) e conviver com outros estrangeiros. Mas o que mais me revolta em relaçõs aos estrangeiros com os quais eu convivi é que eles vieram ao Brasil e simplesmente só enxergaram o pior. Quero dizer, se eles escolheram o Brasil deveriam estar cientes que há mais que a realidade de "paraíso tropical", viajaram por vários lugares incríveis e só tiraram fotos de favelas, crianças de ruas e coisas do tipo, então decepciona qualquer um, mas enfim, aquela mensagem não foi dirigida a você, falei mesmo por causa da reportagem e pelas melhoras que o Brasil vem alcançando em termos de combate a pobreza (o melhor do mundo), educação (redução do analfabetismo e do abandono escolar), distribuição de renda (não tenho os dados certos, mas mais de 10% saíram da pobreza e entraram na classe média em 2009) etc.
    Boa sorte!

    ResponderExcluir
  8. Olá Arquimaga! Não fique abalada com a declaração do Tuomas. Ele se referia a como os fãs brasileiros agem e cá para nós, acabamos sendo mesmo "selvagens" colocando toda a nossa emoção forte ante nossos ídolos...gritamos, nos descabelamos, arrancamos pedaço, beijo, pedaço de roupa, o que for. Esse tipo de atitude aqui não existe. Para você ter uma idéia, um dia fia a uma apresentação artística belíssima nas ruas do centro de Helsinki. Tinha gente em tudo que era canto em um monte de ruas. Na praça onde foi finalizada a apresentação estava apinhada de gente. Mas ninguém se acotovelava, ninguém empurrava ninguém. Ninguém tomava o lugar de ninguém e se fosse preciso você poderia, pedindo licença se locomover no meio da multidão. Dá para ver como eles tem uma forma diferente de se portar, não é mesmo? Foi nesse sentido que o Tuomas se referiu e sem a intenção de dizer que somos um povo selvagem no sentido da animalização. As pessoas algumas vezes traduzem mal, ou interpretam mal e não levam o contexto de quem está falando em consideração (principalmente repórteres que querem ganhar notoriedade. É a mesma coisa quando a maioria dos brasileiros que vi fazendo comentários sobre os finlandeses os chamam de "frios". Eles não são frios. Apenas têm outros valores e uma forma diferente de estabelecer vínculos. Falei tudo isso para que não fique tão decepcionada com a banda que você gosta tanto. Muito obrigada por seu carinho...amei suas palavras! Bjusssss

    ResponderExcluir
  9. Olá vc "anônimo"!
    Que pena que não tenha conseguido entrar em contato comigo. De que forma? Bom, já mandei um email para vc. Quanto ao "país selvagem", o que entendi dessa questão está no comentário logo acima a este. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  10. eu d'nv.....


    queria tt saber como vc foi p aih...casou?
    conte mais de vc..sab ggalera indo matricular na escola finlandesa(de Linguas) e estamos dd seu nome como indicativo..pode?
    sou fruto de 1 uniao de 1 avo bobinha q veio passear aquih e caiu (hehe) na labia de 1 bras...pena non ser dourado ou bras legitimo UHUHUHU ..perdoe Felipao..por aquih quem mais defende e fla bem do Brasil sao os estrangeiros e imigrntes,princ do sul.bjsjs kissus

    ResponderExcluir
  11. OLá e parabens!
    Estás realizando um de meus sonhos: morar na Finlandia!
    Ainda não sei bem como manejar esse tal de blog. voou colocar tua página nos meus favoritos.
    Felicidades!
    Ivan Alencar

    ResponderExcluir
  12. Oi Felipe,
    rsrsrsrsr
    Desculpe o meu entendimento equivocado. E sim, penso como você sim. O problema que vejo é que as empresas de turismo e a própria política pública de turismo só mostram as coisas boas e bonitas do Brasil e ainda por cima exacerbam. Então, o turista internacional compra a idéia e quando chega no BR a realidade é diferente e isso acaba chocando quem vivencia esse tipo de maquiação com fins de lucro.
    Agora em janeiro aconteceu aqui em Helsinki o maior evento do turismo da Escandinávia e lá haviam stands de países do mundo todo...e do Brasil é claro!... dei uma passadinha só para ver o que estava sendo oferecido aos olhos dos visitantes e não foi diferente (stand patrocinado pelo Ministério do Turismo, cá para nós). Folders mostrando paisagens belíssimas, resorts para lá de confortáveis, comida exótica...pense aí! Penso que se deva mostrar sim as coisas bonitas, mas também encontrar-se um meio de mostrar que o BR não é exatamente só isso. Eu que conheço bem de perto o "outro lado", me coloquei no lugar dos visitantes e fiquei revoltada. Imagine quem paga uma dinheirama e se sente lesado. Essa é apenas uma das muitas facetas desse problema, sem falar na propaganda sexualizada do Brasil.

    E quando quiser vir a Helsinki, se quiser, e terei o maior prazer, faço um roteiro bem legal do que conhecer (aqui não há o que esconder ou se maquiar) e, se desejar e estiver no meu tempo disponível, posso lhe acompanhar em alguns passeios e papearmos. Penso que será bem legal! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  13. Ah e para completar, polêmicas à parte, penso que no geral o Brasil merece sim parabéns pelos resultados que vem alcançando em áreas estratégicas do país e, principalmente, para uma grande quantidade de pessoas que vivem em situação de miséria ou pobreza extrema. Quem critica isso não sabe o que é a realidade de tantas pessoas ao seu redor e muito menos o que é fome, falta de atendimento adequado de saúde, falta de instrução, falta de oportunidade de trabalho, .... falta de tudo! Poderia ser melhor, sim...sempre pode! Mas, nunca se fez tanto pelo povo brasileiro mais sofrido e marginalizado. E que melhore sempre cada vez mais!

    ResponderExcluir
  14. Olá, de novo, rsrsrs Arquimaga!
    Bom, eu sou filha de brasileiro com finlandesa, daí tive direito à cidadania. Por isso, cá estou. Sua avó é finlandesa?
    Pode sim dar meu nome como indicativo. Não prometo ajudar em tudo e não se chateiem comigo se não puder. Tenho a maior boa vontade do mundo, mas também tenho meus limites. ;)
    Bjuuuuuusssssssss

    ResponderExcluir
  15. Oi, eu sou nova aqui mas já adorei o seu blog.
    Eu pretendo viajar para a Finlândia no fim do ano, pois sou completamente apaixonada por esse pais.
    Amei as fotos, cada vez que vejo um "pedaçinho" da Finlândia eu fico mais encantada.

    Está de parabéns pelo blog, tem muita coisa interessante.
    Abraços

    ResponderExcluir
  16. Olá,
    Mamitcha, estou aqui curtindo seu blog... Muito bom!!! Sempre vejo o que vc está escrevendo... daria um bom livro!!!
    Saudade de vc...

    Ah! concordo com uma pessoa que falou ai q vc tem q colocar mais histórias pessoais... contar direitinho como foi parar ai e td mais...

    Beijão da sua filhota que te idolatra

    Yasmine Nousiainen

    ResponderExcluir
  17. Olá Irene,
    Há pouco dias encontrei seu blog e estou tentando atualizar minha leitura pois é muito interessante.
    Eu também moro na Finlândia. Meu marido é finlandês.
    Gostaria de conversar com você, caso possível.
    Desde já, desejo-lhe muitas felicidades.
    Abr
    Ana (ana_delfino@yahoo.com.br)

    ResponderExcluir
  18. Que fotos lindas,Irene!!!
    Queria visitar a finlândia,ai é lindo...
    Mas o frio deve ser um carma,Chê!

    ResponderExcluir

Comente, acrescente, enriqueça...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...