segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Origem e estrutura da língua finlandesa

O finlandês, o húngaro, o estoniano e outras línguas faladas em algumas províncias russas e a língua dos Saame na Lapônia, norte da Finlândia, segundo a maioria dos lingüistas, estão incluídos no grupo das línguas fino-úgricas ou fino-ugrianas que formam a sub-família das línguas uralinas: Urálica > Fino-Úgrica > Fino-Permiana > Fino-Volgaica > Sami-Fínica > Balto-Fínica > Finlandês (incluindo Meänkieli ou Finlandês Tornedaliano, Finlandês Kven e o Finlandês íngrio).

Línguas urálicas constituem uma família de línguas com aproximadamente 30 diferentes idiomas falados por cerca de 20 milhões de pessoas. Compreende o ramo das línguas úgricas, fino-permianas e o grupo dos idiomas samoiedos. As três línguas com maior número de falantes do grupo são: estoniano, finlandês e húngaro, contando ainda com o lapão e o samoiedo.

Antigamente, as línguas fino-permianas formavam junto com as línguas úgricas, um ramo separado das línguas fino-úgricas, que era separado das línguas da Sibéria e do norte da Mongólia. Mas depois, as duas se mostraram um grupo distinto e tiveram que ser tecnicamente separadas.

Ao contrário da maioria das línguas faladas na Europa, o grupo fino-úgrico não integra a família indo-européia das línguas. Alguns lingüistas usam os termos "fino-úgrico" e "uraliano" como sinônimos.

O finlandês é falado na Finlândia, Estônia (Íngria), Suécia (Vale de Torne), Noruega (Finnmark), noroeste da Rússia (Carélia)

Origem

Embora o local de surgimento das línguas fino-úgricas não possa ser apontado com certeza, costuma-se presumir que sua origem seja o centro e o norte do território correspondente à atual Rússia a oeste dos Montes Urais, possivelmente em torno do terceiro milênio a.C.

4000 A.C. Era Urálica
- Samoyedi

2500 A.C. Era Fino-Úgrica
Era Úgrica à Húngara
Línguas Obi-Úgricas
- Ostyaque
- Vogul

1000 A.C. Era Fino-Pérmica
Línguas Pérmicas
- Votyaque
- Siryene (Komi)

200 A.C. Era Fino-Volga
- Tyeremissi (Mari)
- Mordua (Morsk-Essa)

1 D.C Era Fino-Básica
- Vatya
- Vepse
- Estoniano
- Livio

500 D.C. FINLANDÊS
- Careliano
- Laponês

Estrutura

O finlandês não tem nenhuma semelhança com nenhum outro idioma europeu, é completamente diferente das línguas germânicas e latinas.

Todas as línguas fino-úgricas compartilham características estruturais e um vocabulário básico de cerca de 200 palavras. São, em sua maioria, línguas aglutinantes, com inflexões dadas por meio do acréscimo de sufixos (em vez de preposições, como em português) e com coordenação sintática de sufixos. Ademais, não possuem gênero gramatical.

Tais línguas costumam expressar o conceito de posse não com pronomes possessivos, mas por meio de declinações ou de sufixos.

A ortografia do finlandês é simples, inteiramente fonética, a língua tem abundância de vogais e um número menor de consoantes. Porém, como o finlandês não possui artigos, é uma língua muito rica em declinações, 16 na linguagem cotidiana, isto torna a língua bastante difícil, dificuldade aumentada pela quantidade de verbos irregulares.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%ADnguas_fino-%C3%BAgricas
http://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%ADnguas_fino-permianas
http://www.penedo.com/content/view/51/193/
http://saber.sapo.cv/wiki/L%C3%ADngua_finlandesa
http://www.101languages.net/finnish/

Um comentário:

  1. Parabéns pelo site, muito bom mesmo.
    Adorei. Beijos '

    ResponderExcluir

Comente, acrescente, enriqueça...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...